Synthos no Brasil

Reportagem de capa do Jornal do Comércio atualiza informações sobre a instalação da Synthos no Brasil.

Companhia polonesa aguarda o desfecho das negociações entre Braskem e Petrobras

Obras da Synthos estão incertas
Início da construção da unidade no Polo Petroquímico de Triunfo era previsto até abril

Continuar lendo

Synthos no Brasil

Polonesa Synthos é representada no Brasil pelo Grupo M.Stortti.

Planta de resinas iniciará no polo petroquímico de Triunfo.

Exibindo IMG-20150121-WA0000.jpg

Representante da Synthos no Brasil, Maurênio Stortti, cumprimenta o Governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, em reunião que formaliza o investimento de R$ 640 milhões da fábrica polonesa de borrachas ESBR e poliestireno expandido (EPS) no pólo petroquímico de Triunfo. Encontro aconteceu no dia 20 de janeiro de 2015 no Palácio Piratini.

 

Jornal do Comércio (21/01/2015)

Imagem inline 1

 

Marta Sfredo – Zero Hora (21/01/2015)

Imagem inline 1

 

Jornal Correio do Povo  (21/01/2015)

 

Grupo polonês pretende iniciar obras de fábrica de borracha no RS em abril

Executivos da Synthos pediram agilidade para a concessão de licenças e combate ao “dumping”

Executivos do grupo polonês Synthos, líder europeu na fabricação de borrachas ESBR e poliestireno expandido (EPS), confirmaram ao governador José Ivo Sartori um investimento previsto de até R$ 640 milhões na instalação de uma fábrica de borracha em Triunfo, na região Metropolitana. Em reunião no Palácio Piratini, na tarde desta terça-feira, os investidores apresentaram o projeto e afirmaram ter planos de iniciar as obras em abril.

Para isso, solicitaram agilidade nas questões de liberação ambiental e de proteção contra o chamado dumping, que é a prática utilizada por algumas empresas de colocar no mercado produtos abaixo do custo para eliminar concorrentes.

Segundo o diretor executivo do grupo, Zbigniew Warmuz, a Synthos já dispõe de licença ambiental (LA) concedida pela Fepam, mas é preciso avançar na licença de operações (LP) e na licença de instalação (LI). “Pretendemos começar a execução da unidade, no máximo, no início de abril e concluí-la em dois anos”, afirmou. A produção prevista para a nova fábrica é de 80 a 90 mil toneladas ao ano. O empreendimento deve gerar 150 empregos na fase de operação.

“Valorizamos todo investidor que escolhe o Rio Grande para se instalar e produzir. Vamos resolver rapidamente a questão ambiental juntamente com a prefeitura de Triunfo”, disse Sartori. Sobre a preocupação com o dumping, o governador informou que o assunto vai ser tratado dentro dos próximos 15 dias com o governo federal.

http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/546934/Grupo-polones-pretende-iniciar-obras-de-fabrica-de-borracha-no-RS-em-abril

 

 

 

Portal G1 RS (21/01/2015)

 

Grupo polonês confirma investimento de R$ 640 milhões no RS, diz governo

Objetivo é iniciar obras de unidade em Triunfo até abril deste ano.
Investidores cobram “agilidade” na liberação de licenças ambientais.

Grupo polonês investirá R$ 640 milhões em fabricação de borracha no Estado

Representantes de empresa europeia se reuniram
com José Ivo Sartori no Palácio Piratini
(Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini)

Executivos do grupo polonês Synthos S/A, que atua na fabricação de borrachas ESBR e poliestireno expandido (EPS), confirmaram nesta terça-feira (20) um investimento de R$ 640 milhões na instalação de uma unidade em Triunfo, na Região Carbonífera do Rio Grande do Sul. A informação é do governo estadual. Em reunião no Palácio Piratini na tarde desta terça-feira (20), os investidores apresentaram o projeto e afirmaram que planejam iniciar as obras em abril.

De acordo com o executivo gaúcho, os investidores solicitaram “agilidade nas questões de liberação ambiental” e proteção diante do risco de dumping, que é a prática utilizada por algumas empresas de colocar no mercado produtos abaixo do custo para eliminar concorrentes.

Segundo o diretor executivo do grupo, Zbigniew Warmuz, a Synthos tem licença ambiental concedida pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), mas será preciso avançar na licença de operações e na licença de instalação. “Pretendemos começar a execução da unidade, no máximo, no início de abril e concluí-la em dois anos”, afirmou. A produção prevista para a nova fábrica é de 80 a 90 mil toneladas ao ano, diz o governo.

“Valorizamos todo investidor que escolhe o Rio Grande para se instalar e produzir. Vamos resolver rapidamente a questão ambiental juntamente com a prefeitura de Triunfo”, disse o governador gaúcho, José Ivo Sartori (PMDB). Sobre a preocupação com o dumping, o governador informou que o assunto será tratado dentro dos próximos 15 dias com o governo federal.

De acordo com o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco, a reunião “foi altamente positiva, uma vez que o grupo ratificou a escolha do Rio Grande do Sul para um empreendimento que vai gerar 150 empregos na fase de operação”.

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2015/01/grupo-polones-confirma-investimento-de-r-340-milhoes-no-rs-diz-governo.html

 

Governo do Estado do Rio Grande do Sul (20/01/2015 às 17:30)

Grupo polonês investirá R$ 640 milhões em fabricação de borracha no Estado

Grupo polonês investirá R$ 640 milhões em fabricação de borracha no Estado
Confirmação da escolha do Rio Grande do Sul pela Synthos S/A foi anunciada ao governador no Palácio Piratini – Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini – Download HD (1,22 MB)

Executivos do grupo polonês Synthos S/A, líder europeu na fabricação de borrachas ESBR e poliestireno expandido (EPS), confirmaram ao governador José Ivo Sartori o investimento previsto de até R$ 640 milhões na instalação de uma fábrica de borracha em Triunfo, na Região Metropolitana. Em reunião no Palácio Piratini, na tarde desta terça-feira (20), os investidores apresentaram o projeto e afirmaram que planejam iniciar as obras em abril.

Para isso, solicitaram agilidade nas questões de liberação ambiental e de proteção contra o chamado dumping, que é a prática utilizada por algumas empresas de colocar no mercado produtos abaixo do custo para eliminar concorrentes.

Segundo o diretor executivo do grupo, Zbigniew Warmuz, a Synthos  tem   licença ambiental (LA) concedida pela Fepam, mas será preciso avançar na licença de operações (LP) e na licença de instalação (LI). “Pretendemos começar a execução da unidade, no máximo, no início de abril e concluí-la em dois anos”, afirmou. A produção prevista para a nova fábrica é de 80 a 90 mil toneladas ao ano.

“Valorizamos todo investidor que escolhe o Rio Grande para se instalar e produzir. Vamos resolver rapidamente a questão ambiental juntamente com a prefeitura de Triunfo”, disse Sartori. Sobre a preocupação com o dumping, o governador informou que o assunto será tratado dentro dos próximos 15 dias com o governo federal.

De acordo com o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco, a reunião “foi altamente positiva, uma vez que o grupo ratificou a escolha do Rio Grande do Sul para um empreendimento que vai gerar 500 empregos durante a construção e 150 vagas na fase inicial de operação”.

Texto: Anamaria Bessil

Edição: Redação Palácio Piratini/Coordenação de Comunicação Social

http://www.rs.gov.br/conteudo/210062/synthos-confirma-investimento-na-unidade-gaucha-do-grupo-no-rs

 

Colunista Políbio Braga (20/01/2015)

Poloneses confirmam investimento de RR$ 640 milhõeds em Triunfo, RS

Executivos do grupo polonês Synthos S/A, líder europeu na fabricação de borrachas ESBR e poliestireno expandido (EPS), confirmaram ontem o investimento previsto de até R$ 640 milhões na instalação de uma fábrica de borracha em Triunfo, na Região Metropolitana. Os investidores apresentaram o projeto e afirmaram que planejam iniciar as obras em abril.
. Para isso, solicitaram agilidade nas questões de liberação ambiental e de proteção contra o chamado dumping, que é a prática utilizada por algumas empresas de colocar no mercado produtos abaixo do custo para eliminar concorrentes.
. Segundo o diretor executivo do grupo, Zbigniew Warmuz, a Synthos tem licença ambiental (LA) concedida pela Fepam, mas será preciso avançar na licença de operações (LP) e na licença de instalação (LI). “Pretendemos começar a execução da unidade, no máximo, no início de abril e concluí-la em dois anos”, afirmou. A produção prevista para a nova fábrica é de 80 a 90 mil toneladas ao ano.

Synthos finaliza projeto de engenharia para fábrica em Triunfo

Blog Acerto de Contas | Giane Guerra | Click RBS

A Synthos está finalizando o projeto de engenharia para a construção de uma fábrica de borracha sintética no Polo Petroquímico de Triunfo. O trabalho é feito pela Promon Engenharia.

Representante da Synthos no Brasil, Maurênio Stortti conta que o projeto de engenharia será apresentado até o início da outubro para o Governo do Estado. O procedimento é necessário para que seja enquadrado nos benefícios fiscais oferecidos pelo Fundopem.

Continuar lendo

Synthos esclarece que não desistiu de construir fábrica no Rio Grande do Sul

22 de julho de 2014 | Giane Guerra

A Synthos enfatiza que não desistiu de construir uma fábrica de borracha sintética no Rio Grande do Sul. A posição foi dada ao blog Acerto de Conta$ e à Rádio Gaúcha após a notícia de que a empresa havia suspendido o projeto no Polo Petroquímico de Triunfo pelo atraso no acordo para fornecimento de matéria-prima.

Continuar lendo

Synthos afirma investimentos no Polo Petroquímico de Triunfo

 

O representante administrativo da Synthos no Brasil, Maurênio Stortti, esclarece sobre a construção da fábrica polonesa no Rio Grande do Sul. Nos últimos dias, circulou a notícia de suspensão da planta no Polo Petroquímico de Triunfo pelo atraso no acordo para fornecimento de matéria-prima. Contudo, afirma o gestor, o projeto segue.