Começa a revitalização do Cais Mauá

PORTO ALEGRE (RS) – O prefeito José Fortunati visitou nesta terça-feira, 12, as obras de revitalização do Cais Mauá. Acompanhado do chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Carlos Pestana, e do diretor-presidente do consórcio Porto Cais Mauá do Brasil (PCMB), Ademir Schneider, que vai administrar o espaço, Fortunati assistiu ao início dos trabalhos da Procon Construções, empresa encarregada de executar a primeira fase da obra, que abrange a restauração dos 19 armazéns do conjunto não operacional do cais. “Os primeiros 11 armazéns devem ficar prontos até maio ou junho do ano que vem, ainda antes da Copa. Os outros oito, até setembro de 2014, completando essa primeira fase”, explicou Ademir Schneider, do PCMB.

Código: 113498 – 12/11/2013
Prefeito Jose Fortunati visita início das obras no Cais Mauá com o Secretário da Casa Civil Carlos Pestana
Foto: Luciano Lanes / PMPA Continuar lendo

CAIS MAUÁ

A M.Stortti, líder da modelagem econômica financeira do Projeto Cais Mauá, por meio do seu diretor Maurenio Stortti, manifesta que a discussão veiculada na imprensa envolvendo a empresa Porto Cais Mauá do Brasil e seus acionistas refere-se a uma relação privada e em tramitação judicial. No momento, aguarda a decisão da Justiça, preferindo não posicionar-se a respeito do mérito.


Assessoria de Imprensa M.Stortti:
WH Comunicação
Aline Wolff da Fontoura
Jornalista | Assessora de Imprensa – MTB/RS 12.406
(51) 3023.5993 | aline@whcomunicacao.com.br

Zero Hora  22/03/13
Zero Hora on-line 22/03/13
Zero Hora on-line – capa 22/03/13
Zero Hora – contracapa 22/03/13

Continuar lendo

CAIS MAUÁ

DE MADRI PARA PORTO ALEGRE

Correio do Povo 06/02/13

O B720 Fermín Vasquez, formado em 1997, é um dos importantes escritórios europeus de arquitetura e tem projeção mundial, com um extenso portfólio de trabalhos, do planejamento urbano ao design industrial. Possui sedes em Madri e Barcelona, e está no Brasil desde 2007, com filiais em São Paulo e Porto Alegre. Além de ter vencido o concurso público para requalificação da área portuária de Porto Alegre, recentemente saiu vencedor de outra escolha desse tipo: a revitalização do Parque Paranoá, em Brasília.

Continuar lendo

CAIS MAUÁ

CAIS UNE RIO E CENTRO URBANO

Por Cláudia Moritz | Correio do Povo 06/02/13

A rivalidade entre brasileiros e argentinos deverá aumentar depois que for inaugurado o novo Cais Mauá, em Porto Alegre. Segundo o seu criador, o arquiteto espanhol Fermín Vasquez, que deu uma entrevista exclusiva para o Correio do Povo, o projeto de revitalização do porto gaúcho será maior e mais bonito do que o do Porto Madero, de Buenos Aires.

Continuar lendo

CAIS MAUÁ (RS)

INFORME ECONÔMICO – Espaço para gente daqui
MARIA ISABEL HAMMES

Zero Hora 06/12/12

Com a mudança de estratégia do consórcio Porto Cais Mauá para o projeto de revitalização da área na Capital, vai sobrar espaço para a participação de empresas gaúchas. Antes do agravamento da crise europeia, a ideia do consórcio – empresas espanholas e grupo Bertin – era levar sozinho o empreendimento, construindo e administrando as operações. Agora, será feito em parceria com operadores. Ou seja, haverá mais participação de empresas brasileiras, acredita o professor Jorge Piqué.

Aliás, opinião compartilhada ontem também no grupo Quero Cais, do Facebook, pelo coordenador da prefeitura, Edemar Tutikian, para quem “a alteração muito positiva do modelo econômico-financeiro permitirá participação de muitas empresas gaúchas”.

NOTÍCIA: CAIS MAUÁ

Zero Hora 15/11/12

Cais Mauá livre um ano após entrega

Mesmo ainda sem atividade no local, o consórcio brasileiro-espanhol paga R$ 300 mil por ano à SPH

Em 23 de novembro de 2011, o governo do Estado efetuou a cerimônia de entrega do Cais Mauá à iniciativa privada para que começasse a revitalização da área, em Porto Alegre. Passado um ano do evento, somente na semana que vem todos os espaços estarão definitivamente liberados para o consórcio brasileiro-espanhol transformá-los em um empreendimento comercial e de lazer.

Continuar lendo

Sobre a contratação para projetos de modelagem econômica

Jaime Lerner é um importante arquiteto que vem trabalhando em sintonia com a M.Stortti e outras entidades envolvidas na Parceria Público Privada – PPP para a revitalização de projetos importantes como o Cais Mauá, em Porto Alegre. Em dezembro passado também assinou contrato com prefeitura da capital gaúcha para integrar os trabalhos da “nova” Orla do Guaíba. Foi planejado o trecho da Usina do Gasômetro ao Arroio Cavalhada, já desenhado e apresentado ao Executivo

De acordo com a legislação, a Prefeitura de Porto Alegre contratou o profissional Jaime Lerner na condição de “notório saber”, dispensando concurso público para o trabalho. Em nota oficial divulgada em fevereiro, o presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB, Tiago Holzmann da Silva, destaca a referência de Jaime para a categoria. Reconhece a valiosa participação do profissional para o projeto, contudo, defende que a contratação mais adequada ainda seria o concurso público. A opinião do IAB repercutiu e foi pauta de redação da Rádio Gaúcha no programa Polêmica, em 26 de março.

A M.Stortti, que tem forte bagagem em parcerias PPP, observa que o desenvolvimento de projetos como a Orla do Guaíba e o Cais Mauá permite distintos modelos de contratação. No Rio de Janeiro, por exemplo, em cinco meses iniciam as obras que devolverão ao público o centenário Hotel Paineiras. Lá, o arquiteto contratado foi selecionado por concurso público.

O Hotel das Paineiras é ícone do Rio de Janeiro e será totalmente reestruturado para receber turistas e qualificar o acesso ao Corcovado e ao Cristo Redentor. A tempo para a Copa do Mundo, a reinauguração devolverá para a cidade carioca uma atração turística que estava abandonada há mais de 30 anos. As melhorias contemplarão uma nova arquitetura, eleita em concurso público nacional realizado em 2009 pelo IAB e o ICMBio, do Ministério do Meio Ambiente.

Com previsão de um ano para a conclusão das obras e investimentos de R$ 40 milhões, o Hotel das Paineiras se transformará em um complexo que inclui ao hotel centro de convenções, estação de transferência para o Morro do Corcovado, estacionamento, alimentação, lojas, instalação para exposições permanentes e temporárias e a recepção de eventos múltiplos. Mais que isso, é a última estação de trem que dá acesso ao Corcovado e a uma das sete maravilhas do mundo moderno, o Cristo Redentor, recebendo em média 80 mil turistas por mês.