Ordem de Serviço do Projeto da Plataforma Logística foi assinada nesta quinta-feira em São Borja

Um importante passo para o futuro e desenvolvimento de São Borja foi dado na manhã de quinta-feira (28/08), com a assinatura para elaborar o Projeto da Plataforma Logística. O evento que ocorreu na Sala do Servidor serviu para firmar a contratação da empresa MSCA Informação Tecnologia Treinamento Consultoria Limitada.

Crédito – Lucas Carvalho.

Continuar lendo

Prefeitura de Santa Maria assina protocolo de intenções para o primeiro empreendimento do Projeto Hotelaria Sul Brasil

Rede GJP Hotels & Resorts e Grupo M.Stortti desenvolvem plano de negócios que edificará 19 empreendimentos no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná

Nesta terça-feira (26), o empresário Guilherme Paulus esteve com o prefeito de Santa Maria, Cezar Augusto Schirmer, e com o diretor da M.Stortti, Maurênio Stortti, assinando um protocolo de intenções que viabilizará as obras de um hotel bandeira Linx de categoria econômica da rede GJP Hotels & Resorts na cidade. O diálogo com a administração pública municipal iniciou em janeiro deste ano quando as empresas divulgaram o Projeto Hotelaria Sul Brasil, que desenvolverá 19 condo hotéis nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Caratina.

O plano de negócios é do grupo M.Stortti, que prevê de 100 a 125 apartamentos e investimento de R$ 20 milhões por empreendimento. O hotel de Santa Maria será a primeira edificação do projeto, com prazo de 24 meses para a conclusão das obras.

De acordo com Maurênio Stortti, o potencial mercadológico de Santa Maria é sustentado pelo turismo de negócios da região e por uma demanda importante de hospedagem local.

 

Parceria GJP e M.Stortti

O diretor da M.Stortti, Maurênio Stortti, ressalta que a empresa mantém uma parceria de negócios que dá certo e que cresce com a rede de hotéis de Guilherme Paulus. Em julho, a Infraero autorizou a colocação da placa da M.Stortti no canteiro de obras do hotel a ser edificado em 18 meses no Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte. O investimento é da GJP, ganhadora da licitação.

A M.Stortti assina, ainda, o plano de negócios dos hotéis a serem instalados nos aeroportos de Galeão e Santos Dumont no Rio de Janeiro e de Vitoria, já em obras.

 

A GJP Hotels & Resorts

A GJP Hotels & Resorts é a rede hoteleira responsável pela administração de empreendimentos localizados em Maceió (AL), Natal (RN), Porto de Galinhas (PE), Salvador (BA), Aracaju (SE), Foz do Iguaçu (PR), Gramado (RS) e São Paulo (SP). Atualmente, desenvolve projetos em Belo Horizonte (MG), Juiz de Fora (MG), Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES), além da comercialização de unidade em São Luís (MA) e Beberibe (CE). Fundada em 2005 pelo empresário Guilherme Paulus, a GJP conta com mais de 1.300 colaboradores que trabalham diariamente para garantir a melhor experiência em hospedagem nos melhores destinos do Brasil.

 

A M.Stortti 

A M.Stortti Business Consulting Group é uma empresa focada na criação de estratégias e empreendimentos vencedores capazes de estimular a competitividade de seus clientes, garantindo a eles melhores resultados. O trabalho ocorre por uma exclusiva plataforma de serviços que oferece soluções full service para área pública e privada, a partir da visão integrada de diversas áreas. De acordo com as necessidades de cada cliente, a empresa oferece alternativas em assessoramento jurídico, gestão comercial, gestão de marketing, pesquisas de mercado, análises setoriais, gestão em logística, fusões, aquisições, alianças estratégicas e Venture Capital, gestão administrativa e financeira, gestão de pessoas, treinamento e controladoria. A equipe é altamente qualificada de profissionais e parceiros trabalhando pelo sucesso de cada cliente. Como resultado, das 100 maiores empresas do Rio Grande do Sul, segundo a Revista Amanhã, 87 já utilizaram algum serviço da M. Stortti.

 

—————————————————————————-

Ainda sobre o Projeto Hotelaria Sul Brasil

Plano de negócios para o desenvolvimento de 19 condo hotéis nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.

 

Cidades que receberão os hotéis

Rio Grande do Sul: Pelotas, Santa Maria, Erechim, Passo Fundo e Caxias do Sul.

Santa Catarina: Florianópolis, Joinville, Blumenau, Chapecó, Criciúma e Itajaí/Camboriú.

Paraná: Curitiba, Londrina, Maringá, Apucarana, Cascavel e Toledo.

 

Bandeira

Linx Hotels, que atende o modelo econômico de hotéis do grupo GJP.

 

Período de desenvolvimento

Três anos.

 

Incorporador

Grupo M.Stortti, que coordenará o desenvolvimento arquitetônico, financeiro, jurídico e os estudos de mercado relacionados ao Projeto Hotelaria GJP – Região Sul.

 

Investidor

GJP Hotels & Resorts.

 

Informações para a imprensa:

Aline Wolff da Fontoura (Mtb 12.406)
Telefone: (51) 3023-5993 / 99545591
aline@whcomunicacao.com.br
www.stortti.com

Luzia Marques Lindenbaum (Mtb 14.1421)
Telefone: (51) 3027-5944 / 8245-5556
luzia.lindenbaum@gjphotels.com
www.gjphotels.com

Imagens relacionadas


Prefeito de Santa Maria (esq), Cezar Schirmer, assina protocolo de intenções com presidente da rede GJP, Guilherme Paulus
Imagem ilustrativa | M.Stortti
baixar em alta resolução

Prefeito de Santa Maria (esq), Cezar Schirmer, assina protocolo de intenções com presidente da rede GJP, Guilherme Paulus
Vítor Mirailh | Secretaria de Comunicação e Programação Institucional de Santa Maria
baixar em alta resolução

Prefeito de Santa Maria (esq), Cezar Schirmer, assina protocolo de intenções com presidente da rede GJP, Guilherme Paulus
Vítor Mirailh | Secretaria de Comunicação e Programação Institucional de Santa Maria
baixar em alta resolução

Prefeito de Santa Maria (esq), Cezar Schirmer, assina protocolo de intenções com presidente da rede GJP, Guilherme Paulus
Vítor Mirailh | Secretaria de Comunicação e Programação Institucional de Santa Maria
baixar em alta resolução

MS Properties interpreta acomodação do mercado imobiliário

A MS. Properties vinha sinalizando uma acomodação do mercado imobiliário com queda de preços em algumas localidades, dependendo do nível dos estoques. Essa tendência se confirmou no primeiro semestre de 2014, esfriando o segmento.

Diversos fatores impulsionaram a acomodação com queda de preços. De acordo com os últimos estudos da empresa que atua com foco em negócios imobiliários, os problemas do setor estão atrelados ao baixo crescimento da economia brasileira, ao evento da Copa do Mundo e à conseqüente alteração do calendário de férias escolares, além de outras datas comemorativas como o carnaval tardio.

“A Copa do Mundo movimentou o mercado de locação nas cidades-sede, porém impactou negativamente a venda de imóveis, desviando a atenção dos compradores”, observa o diretor da MS Properties, Maurênio Stortti.

Maurênio explica que após um período de aquecimento e preços em escalada, o mercado se ajusta fazendo com que os preços se equilibrem e, até mesmo, registrem queda em algumas localidades. Esse fenômeno é identificado no momento, apresentando variação de preços imobiliários abaixo da inflação no acumulado de 2014. “Não obstante, o aumento da taxa de juros no País dificulta as condições de compra de habitação”, completa.

De acordo com os dados do Banco Central, a taxa média de juros anual do financiamento imobiliário passou de 7,84% em maio de 2013 para 9,25% em maio de 2014. Além de todos estes fatores, historicamente o primeiro semestre é mais comedido no mercado imobiliário. “Espera-se maior dinamicidade no setor no segundo semestre”, conclui Stortti.

 

Tempo de propostas (Zero Hora)

O Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas do Estado (Simers) apresentou durante a cerimônia de lançamento da 37ª Expointer, ontem, a sua versão para a modernização da área que utiliza dentro do parque. O pré-projeto foi entregue por Claudio Bier, presidente da entidade, ao secretário da Agricultura, Claudio Fioreze. Com a implementação do chamado núcleo de modernização agrícola, a estimativa é ganhar entre 20 e 30 estandes extras.

Para chegar ao formato desenhado pela consultoria M.Stortti, será necessário investir R$ 15 milhões. Serão R$ 7 milhões para construir a sede do Simers e espaço envidraçado para showroom (acima), e outros R$ 8 milhões para as obras de infraestrutura.

– A ideia é contratar uma empresa, que captaria recursos com investidores. Nossa expectativa é de que já para o próximo ano possamos ter muita coisa pronta – afirma Bier.

A alteração no contrato, que alongou para 25 anos o período de uso da área pela entidade, deu a segurança jurídica para modificações. E faz parte do projeto de revitalização do parque, lançado pelo governo há dois anos.

– Vamos fazer um esforço para concluirmos em oito anos (projeção inicial). Há ações públicas e também as parcerias com a iniciativa privada – afirmou o governador Tarso Genro.

Mercado Hoteleiro, edição 01

A MSH Gestão Hoteleira, braço da M.Stortti especializado no mercado hoteleiro lança o primeiro boletim informativo do mercado hoteleiro, que tem como objetivo informar o leitor sobre a conjuntura do mercado através do acompanhamento do setor. O lançamento é realizado no período pós Copa do Mundo no Brasil, onde as diárias sofreram valorizações substanciais nas cidades-sede e agora o mercado se ajusta novamente. Boa leitura!

 

Inf01_hotelaria by MaurenioStortti

Mercado Imobiliário, edição 09

Confira as tendências do mercado imobiliário no Brasil. A publicação, bimestral, é da MS Properties, empresa especializada do grupo M.Stortti.

“É necessário lembrar que após um período de aquecimento e preços em escalada, o mercado tende a se ajustar fazendo com que os preços se equilibrem e até mesmo registrem queda em algumas localidades. Este fenômeno pode ser identificado neste momento, onde o preço dos imóveis teve variação abaixo da inflação no acumulado de 2014”.

Inf09 by MaurenioStortti