EM VÍDEO: Apresentação da M.Stortti Business Consulting Group

A M.Stortti Business Consulting Group é uma empresa focada na criação de estratégias vencedoras, capazes de estimular a competitividade de seus clientes, garantindo a eles melhores resultados.

ASSISTA: Apresentação da M.Stortti Business Consulting Group

Continuar lendo

POLO NAVAL (RS)

INFORME ECONÔMICO – Megaguindaste | MARIA ISABEL HAMMES

Como tudo é mega no polo naval de Rio Grande, o maior guindaste da América Latina também está em operação nos canteiros das obras locais, para fazer o içamento dos módulos das plataformas P-58 e P-63. Os números do equipamento, aliás, impressionam desde o transporte da Holanda ao município: 220 contêineres no deslocamento até a Quip, localizada no polo.

Continuar lendo

CAIS MAUÁ (RS)

INFORME ECONÔMICO – Espaço para gente daqui
MARIA ISABEL HAMMES

Zero Hora 06/12/12

Com a mudança de estratégia do consórcio Porto Cais Mauá para o projeto de revitalização da área na Capital, vai sobrar espaço para a participação de empresas gaúchas. Antes do agravamento da crise europeia, a ideia do consórcio – empresas espanholas e grupo Bertin – era levar sozinho o empreendimento, construindo e administrando as operações. Agora, será feito em parceria com operadores. Ou seja, haverá mais participação de empresas brasileiras, acredita o professor Jorge Piqué.

Aliás, opinião compartilhada ontem também no grupo Quero Cais, do Facebook, pelo coordenador da prefeitura, Edemar Tutikian, para quem “a alteração muito positiva do modelo econômico-financeiro permitirá participação de muitas empresas gaúchas”.

SEAPA QUER ACOMPANHAMENTO DE OBRA

PARQUE DE EXPOSIÇÕES ASSIS BRASIL
A Secretaria da Agricultura (Seapa) encaminhou solicitação a Farsul, ABCCC e Simers para que as entidades renovem o contrato com a consultoria M.Stortti de forma a viabilizar o acompanhamento da execução das obras no parque Assis Brasil, em Esteio. Segundo o secretário adjunto de Agricultura, Claudio Fioreze, a Seapa aguarda por posicionamento das entidades, que custearam a fase de projeto, orçada em R$ 300 mil. Para o acompanhamento seriam necessários mais R$ 300 mil.
Segundo o presidente do Simers, Claudio Bier, o pedido já foi encaminhado para apreciação da diretoria. Até o final do mês, o sindicato deve realizar reunião para definir o assunto. Procurada, a ABCCC informou que ainda não recebeu o pedido do governo. O diretor de Exposições e Feiras da Farsul, Francisco Schardong, pontuou que o assunto está sendo tratado pelo presidente Carlos Sperotto, que está em Barbados em reunião da OIE.
Correio do Povo (27 de novembro de 2012) 
http://digital.correiodopovo.com.br/clientes/correiodopovo/web/index.php